24ª Semana do Tempo Comum – Nossa Senhora das Dores – Terça-feira

Must Read

São Januário

A história do santo deste dia se entrelaça com a cidade italiana de Nápoles, onde o corpo e sangue...

24ª Semana do Tempo Comum – Sábado

Primeira Leitura: 1 Coríntios 15,35-37.42-49 Leitura da primeira carta de São Paulo aos Coríntios – Irmãos, alguém perguntará: Como ressuscitam os...

Milagre com hora marcada: o que acontece com o sangue de São Januário?

Três vezes ao ano, opera-se um milagre com o sangue desse Santo à vista de quem quiser presenciá-lo. Redação (14/09/2020...


Primeira Leitura: Hebreus 5,7-9

Leitura da carta aos Hebreus – Cristo, nos dias de sua vida terrestre, dirigiu preces e súplicas, com forte clamor e lágrimas, àquele que era capaz de salvá-lo da morte. E foi atendido, por causa de sua entrega a Deus. Mesmo sendo Filho, aprendeu o que significa a obediência a Deus por aquilo que ele sofreu. Mas, na consumação de sua vida, tornou-se causa de salvação eterna para todos os que lhe obedecem. – Palavra do Senhor.

Salmo Responsorial: 30(31)

Salvai-me pela vossa compaixão, ó Senhor Deus!

1. Senhor, eu ponho em vós minha esperança; / que eu não fique envergonhado eternamente! / Porque sois justo, defendei-me e libertai-me, / apressai-vos, ó Senhor, em socorrer-me! – R.

2. Sede uma rocha protetora para mim, / um abrigo bem seguro que me salve! / Sim, sois vós a minha rocha e fortaleza; / por vossa honra, orientai-me e conduzi-me! – R.

3. Retirai-me desta rede traiçoeira, / porque sois o meu refúgio protetor! / Em vossas mãos, Senhor, entrego o meu espírito, / porque vós me salvareis, ó Deus fiel! – R.

4. A vós, porém, ó meu Senhor, eu me confio / e afirmo que só vós sois o meu Deus! / Eu entrego em vossas mãos o meu destino; / libertai-me do inimigo e do opressor! – R.

5. Como é grande, ó Senhor, vossa bondade, / que reservastes para aqueles que vos temem! / Para aqueles que em vós se refugiam, / mostrando, assim, o vosso amor perante os homens. – R.

Evangelho: João 19,25-27

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João – Naquele tempo, perto da cruz de Jesus, estavam de pé a sua mãe, a irmã da sua mãe, Maria de Cléofas, e Maria Madalena. Jesus, ao ver sua mãe e, ao lado dela, o discípulo que ele amava, disse à mãe: “Mulher, este é o teu filho”. Depois disse ao discípulo: “Esta é a tua mãe”. Daquela hora em diante, o discípulo a acolheu consigo. – Palavra da salvação.

Evangelho opcional: Lucas 2,33-35.

 

Reflexão:

A celebração litúrgica das Sete Dores da Virgem foi acolhida no Calendário romano pelo Papa Pio VII (século XVII). Pio X fixou a data definitiva para 15 de setembro, conservada no atual calendário litúrgico que mudou o título da festa: de Sete Dores de Maria, para Nossa Senhora das Dores. A “paixão” de Maria se concentra na cena em que ela está de pé junto à cruz de seu Filho. Sabemos, porém, que Maria, durante toda a sua vida, com seu coração de mãe, conheceu e experimentou o sofrimento ao ver seu Filho rejeitado pelos adversários. Por isso a devoção popular enumerou os principais momentos dolorosos de Maria, suas Sete Dores: a profecia de Simeão, a fuga para o Egito, a perda de Jesus, o caminho para o Calvário, a crucificação, a deposição da cruz, o sepultamento de Jesus.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

cinco + dez =

Latest News

São Januário

A história do santo deste dia se entrelaça com a cidade italiana de Nápoles, onde o corpo e sangue...

24ª Semana do Tempo Comum – Sábado

Primeira Leitura: 1 Coríntios 15,35-37.42-49 Leitura da primeira carta de São Paulo aos Coríntios – Irmãos, alguém perguntará: Como ressuscitam os mortos? Insensato! O que semeias...

Milagre com hora marcada: o que acontece com o sangue de São Januário?

Três vezes ao ano, opera-se um milagre com o sangue desse Santo à vista de quem quiser presenciá-lo. Redação (14/09/2020 17:20, Gaudium Press) Todo santo...

Lágrimas de amargura e lágrimas de alegria: Nossa Senhora de La Salette

No dia 19 de setembro de 1846, Nossa Senhora apareceu em La Salette a dois pastores, transmitindo uma mensagem para todo o mundo. Qual...

A proibição do casamento é violação da liberdade religiosa e do direito à vida familiar

Por causa da Covid-19, proibir a celebração de casamentos ou outros atos religiosos, como o batismo, é um ato claramente abusivo e inconstitucional. Buenos Aires...

More Articles Like This