O que os Santos da Igreja pensam sobre o Ecumenismo.

Must Read

Missal Romano é traduzido para a linguagem dos sinais

A obra, que contou com a consultoria de pessoas com deficiência auditiva, irá auxiliar os surdos e mudos do...

Bangladesh: a devoção a Nossa Senhora é transmitida de geração a geração

Bangladesh: milhares de homens, mulheres e crianças participam de grupos que rezam o Santo Rosário em família para homenagear...

O Martírio de Santa Cecília

Por causa da perseguição aos cristão o Papa refugiava-se nas catacumbas. Uma jovem nobre o procurou e pediu o...



Queremos apresentar-lhes o pensamento dos Santos da Igreja Católica sobre o ecumenismo, ou melhor, sobre o protestantismo.

Primeiramente o que a palavra de Deus nos diz.
“Se alguém vem a vós e não traz esta doutrina, não o recebais em vossa casa, nem o saudeis, porque quem o saúda, participa das suas obras más” II Jo 10-11

Concílio de Laodicéia (A.D. 364 – Regional)
“Can.33 – Não se deve rezar com hereges ou cismáticos” [2].

Santo Ofício de 1864

“Mas que os fiéis de Cristo e os varões eclesiásticos orem pela unidade cristã, guiados por hereges e, o que é pior, segundo uma intenção em grande maneira manchada e infectada de heresia, não se pode de nenhum modo tolerar” [3].

O que os Santos Achavam

São Maximiliano Maria Kolbe.“Não há maior inimigo da Imaculada e de Seu Reinado que o ecumenismo de hoje, o qual todo Cavaleiro [da Imaculada] deve não só combater, mas também neutralizar, por uma ação diametralmente oposta e, finalmente, destruir” (S. Maximiliano Maria Kolbe).

 

Imagem relacionadaAbomino Lutero, detesto Calvino, amaldiçoo todos os hereges; não quero ter nada em comum com eles, porque não falam nem ouvem retamente, nem possuem a única regra da verdadeira Fé proposta pela Igreja una santa católica apostólica e romana. (São Pedro Canísio S. J. 1521-1597)

 

Imagem relacionada“Não sabeis que o protestantismo também possui um fundador sobrenatural? Sabeis agora, trata-se de um anjo, e seu nome é Lúcifer”.
“É a Virgem quem chora porque não combatemos este inimigo, o protestantismo”. “é impossível amar a Igreja e não lutar para destruir esta heresia”. (São Padre Pio)

 

d_boscoCom seu sistema perverso de submeter a palavra de Deus ao exame e juízo de cada um, causou mais dano à religião católica, do que todos os hereges da idade passada; de maneira que, se pode chamar este apóstata, o primeiro precursor do Anticristo. (São São João Bosco)

O QUE É UM PROTESTANTE

A definição não é fácil, porque o protestantismo, pela sua divisão e sua adaptação a todos os erros, é uma heresia que muda de forma e de fundo, conforme a situação e os países onde se implanta.

O sábio Webster define-o, dizendo que um protestante é um cristão que protesta contra as doutrinas e práticas da Igreja católica. Querendo definir a seita de Lutero, o grande dicionarista não encontrou uma definição doutrinal positiva; caracteriza-a por uma aversão comum.

É que, como salientou o P. Leonel Franca, os descendentes de Lutero não são irmãos, são conjurados. A sua unidade é o acesso da unidade católica, é a unidade católica hostilizada.

A religião verdadeira é necessariamente uma coisa positiva, tendo dogma, moral e culto, determinados e positivos.

É a nota distintiva da Igreja católica o ter os seus dogmas positivos e divinos, o ter o seu culto majestoso e expressivo.

As outras seitas religiosas, embora falsas e de origem humana, possuem entretanto certo número de ensinamentos positivos que constituem um como fundamento dogmático; o protestantismo está  muito abaixo de qualquer outra seita e não possui nada de positivo; é uma negação de tudo o que afirma a Igreja católica.

Quando a Igreja católica diz: sim! o protestantismo diz: não. – quando Ela diz: não, o protestantismo clama: sim; de modo que o protestantismo é a negação da doutrina católica.

O protestante, como bem diz o nome por que é conhecido, é um homem que protesta.

Não se deve mais dizer: é um cristão; porque há protestantes quem nem acreditam no batismo e não são batizados validamente, ficando simplesmente pagãos.

É um homem que protesta contra a Igreja católica, contra o ensino de Jesus Cristo, e, por cúmulo, protestam contra a palavra divina, servindo-se desta mesma palavra.

Não acredita mais em Deus; só acredita na bíblia que ele torce, interpreta, rasga, ou adora, conforme os seus caprichos.

Para ele, a bíblia não é mais um livro divino, cujo conteúdo é a expressão da palavra divina; é um ídolo, que ele consulta como os antigos agoureiros romanos consultavam o vôo dos pássaros para conhecer a vontade divina, ou os astrólogos consultavam os astros para conhecerem o destino. ( Padre Julio Maria Lombaerde)

Se os Santos e a igreja abomina o protestantismo que se diz “cristão” imagina as outras religiões que nem em Jesus Cristo acreditam.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dezoito − dezesseis =

Latest News

Missal Romano é traduzido para a linguagem dos sinais

A obra, que contou com a consultoria de pessoas com deficiência auditiva, irá auxiliar os surdos e mudos do...

Bangladesh: a devoção a Nossa Senhora é transmitida de geração a geração

Bangladesh: milhares de homens, mulheres e crianças participam de grupos que rezam o Santo Rosário em família para homenagear Nossa Senhora. Bangladesh (22/10/2020, 16:45, Gaudium...

O Martírio de Santa Cecília

Por causa da perseguição aos cristão o Papa refugiava-se nas catacumbas. Uma jovem nobre o procurou e pediu o batismo. A jovem era Santa...

Quem foi São João Paulo II?

No dia de hoje, 22 de outubro, a Igreja celebra a memória litúrgica de São João Paulo II. Conheça a história do Santo Pontífice...

Amar a Deus é uma forma de oração?

Embora o amor a Deus, apropriadamente chamado de Caridade, seja o maior de todos os dons (1Cor 12,31) e a maior das virtudes teologais,...

More Articles Like This