18.1 C
São Paulo
sexta-feira, dezembro 3, 2021

Os sacerdotes mais jovens são mais conservadores

A pesquisa conduzida pelo Instituto Austin para o Estudo da Família e Cultura mostrou que os jovens sacerdotes católicos nos EUA tendem a ser mais conservadores.  

Redação (15/11/2021 11:07, Gaudium Press) A pesquisa, com mais de 50 perguntas, divulgada no dia 2 de novembro passado, pelo Instituto Austin, questionou os sacerdotes dos Estados Unidos sobre temas como aborto, comportamento homossexual, aprovação do Papa Francisco, etc..

Para 90% dos sacerdotes ordenados depois de 2010, o aborto é sempre um pecado, em comparação com os 56% dos sacerdotes ordenados antes de 1980. A geração de Francisco foi ordenada em 1969.

89% dos sacerdotes ordenados depois de 2010 consideram o comportamento homossexual sempre pecaminoso, em comparação com 34% dos presbíteros antes de 1980. Os números são muito semelhantes para a masturbação, sexo fora do casamento e contracepção.

Nas questões mais delicadas, 21% dos sacerdotes ordenados antes de 1981 afirmam que se identificam como “gays” ou “algo intermediário, mas mais homossexuais” em comparação com 5% dos padres ordenados depois de 2000.

Tendo por base esta pesquisa, podemos constatar como a Igreja está internamente dividida por diversos “pensamentos”, mas o Evangelho e a Palavra de Deus não são questionáveis.

O mundo de hoje é abalado por várias águas, mas somente se permanecermos apegados à Palavra de Deus e à tradição da Igreja, não haverá perigo de nos afogarmos nas novas correntes de pensamento que distanciam as almas dos ensinamentos de Deus.

Graças a Deus, a Igreja ainda hoje goza de sacerdotes santos.

Por Rita Sberna

 

 

 

The post Os sacerdotes mais jovens são mais conservadores appeared first on Gaudium Press.

- Advertisement -
- Advertisement -

Ultimas Notícias