Papa Francisco usará veículo blindado e fechado durante sua visita ao Egito

Must Read

Jornada Missionária de Outubro: ocasião para se conhecer a Serva de Deus Pauline Jaricot

Ao chamado de Deus para dar a vida, Pauline Jaricot respondeu: “Aqui estou, envia-me”. E este é o tema...

Papa recebe organização que cuida de crianças e jovens autistas

“Posso imaginar por que os responsáveis escolheram esse nome “Sonnenschein”. É porque sua casa parece um magnífico prado florido...

Sangue de São Januário se liquefez: o milagre se repete

A liquefação do sangue de São Januário é um fenômeno que acontece três vezes por ano: no sábado anterior...



Pela primeira vez desde que foi eleito Pontífice, o Papa Francisco não usará um papamóvel aberto durante a viagem que realizará ao Egito em 28 e 29 de abril, mas um carro fechado e blindado.

Até então, Francisco sempre se recusou a usar um veículo blindado e fechado a fim de estar o mais próximo possível dos milhares de peregrinos que sempre querem saudá-lo enquanto passa pelas ruas das cidades que visita. Apenas usava o veículo fechado para breves percursos nos quais não tinha que saudar os fiéis. Entretanto, desta vez será diferente.

A decisão foi tomada e aceita pelo próprio Pontífice após os ataques terroristas jihadistas no Domingo de Ramos a duas igrejas coptas no Egito, segundo informa o jornal italiano Il Corriere della Sera.

O único momento em que o Papa viajará com o papamóvel aberto será dentro do centro esportivo do Cairo, onde celebrará a Santa Missa no sábado, 29 de abril.

Depois dos terríveis ataques terroristas no Egito, que provocaram a morte de 44 pessoas e dezenas de feridos, o Santo Padre confirmou a sua viagem ao Egito “com grande firmeza”, segundo os superiores gerais franciscanos que foram recebidos pelo Pontífice no Vaticano no dia 10 abril.

O autoproclamado Estado Islâmico reivindicou a autoria dos dois atentados. A primeira bomba explodiu durante a celebração da Missa no Domingo de Ramos na Igreja Copta de São Jorge, na cidade egípcia de Tanta, perto do Cairo, provocando a morte de 25 pessoas e mais de 70 feridos. O templo estava cheio de fiéis. Alguns minutos depois, uma segunda bomba explodiu na igreja de Morkoseya, em Alexandria.

Fonte: ACIDIGITAL

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

um × um =

Latest News

Jornada Missionária de Outubro: ocasião para se conhecer a Serva de Deus Pauline Jaricot

Ao chamado de Deus para dar a vida, Pauline Jaricot respondeu: “Aqui estou, envia-me”. E este é o tema...

Papa recebe organização que cuida de crianças e jovens autistas

“Posso imaginar por que os responsáveis escolheram esse nome “Sonnenschein”. É porque sua casa parece um magnífico prado florido ao sol, e as flores...

Sangue de São Januário se liquefez: o milagre se repete

A liquefação do sangue de São Januário é um fenômeno que acontece três vezes por ano: no sábado anterior ao primeiro domingo de maio;...

No Dia Internacional da Paz, Francisco indica o caminho da fraternidade

A fraternidade foi o tema escolhido pelo Papa Francisco para assinalar hoje o Dia Internacional da Paz convocado pela ONU. À fraternidade, aliás, é...

Oração pelos bispos, sacerdotes e diáconos

É nossa função, como leigos, rezar por eles e pelo ministério que assumiram Reprodução web Não é fácil ser bispo, sacerdote ou diácono da Igreja. Esses...

More Articles Like This