13.3 C
São Paulo
quinta-feira, agosto 11, 2022

Placa comemora Jornada Mundial da Juventude de 2008 em Sidney, Austrália

Inaugurada no centro de Sidney, uma placa comemorativa relembra a Jornada Mundial da Juventude de 2008. O pequeno objeto vai imortalizar um dos maiores acontecimentos da Igreja Católica, na Austrália

Redação (28/07/2022 15:55, Gaudium Press) Uma placa comemorativa foi inaugurada no centro de Sidney pelo Arcebispo Anthony Fisher, OP e por seu predecessor o Cardeal George Pell.

O placa relembra a Jornada Mundial da Juventude de 2008, considerada o maior agrupamento de pessoas em um festival da história da Austrália.

A homenagem foi inaugurada em Barangaroo, local no qual o Papa Bento XVI desembarcou sob as aclamações de milhares de pessoas.

Logo da JMJ 2008, Sidney. Fonte: Vatican.va

Maior assembleia de pessoas da Austrália

Mais de 400 mil pessoas assistiram a Missa celebrada pelo Santo Padre o Papa Bento XVI, no hipódromo de Randwick.

O Cardeal Pell, Arcebispo de Sidney na ocasião, afirmou que houve mais participantes na JMJ 2008 do que nos jogos olímpicos de Pequim, no mesmo ano.

“Foi um dos maiores encontros da história australiana e tivemos 112.000 visitantes do exterior”, disse o Cardeal.

Momento histórico para a Igreja, na Austrália

Dom Fisher descreveu o evento como um momento histórico para a Igreja Católica do país. Naquele ano, ele era Bispo auxiliar e responsável pela organização da Jornada da Juventude.

“Muitos se lembram como a semana mais feliz e a mais santa da história de Sidney”, declarou o Arcebispo.

“Bento XVI expressou sua confiança de que nossos jovens, animados pelo Espírito Santo como os primeiros discípulos, seriam capazes de enfrentar o que a vida lhes lançasse”, recordou Dom Fisher.

O purpurado recupera sua liberdade após 405 dias de injusta prisão em isolamento.

Cardeal George Pell

Um legado que continua a frutificar

Mesmo após 14 anos do evento, o Arcebispo de Sidney afirma que os frutos ainda são visíveis nas vocações sacerdotais, religiosas e da vida de familiar entre os leigos.

Comentando a recente procissão de Corpus Christi, da qual 13 mil pessoas participaram, o Arcebispo afirmou: “A Jornada Mundial da Juventude 2008 deixou sua marca em nossas almas”.

Iniciativa de um grupo de jovens entusiasmados

A JMJ de Sidney nasceu com a iniciativa de um grupo de jovens católicos de Sidney. Em seguida, o entusiasmos dos jovens contagiou as autoridades eclesiásticas e civis do país.

Entre os jovens que tomaram a inciatica para a jornada, estava Selina Hasham. Ela recorda que um dos momentos mais bonitos da Jornada foi a contribuição dos católicos aborígenes e das ilhas.

“Houve um momento maravilhoso em Barangaroo quando o Papa Bento XVI abraçou um diácono aborígene, Boniface Perdjert”, relembrou Selina.

JMJ 2008 Sidney. Créditos: Socrates, fonte: wikipedia.

Impossível não adminrar…

O antigo diretor geral da JMJ, Roy Wakelin-King resumiu a importância e o resultado do evento:

“Foi uma grande visão da Igreja trazer um evento como este para Sydney e mesmo se você não fosse católico ou particularmente religioso, não poderia deixar de admirar o genuíno calor e entusiasmo que os jovens mostraram por sua fé ”. (FM)

The post Placa comemora Jornada Mundial da Juventude de 2008 em Sidney, Austrália appeared first on Gaudium Press.

- Advertisement -
- Advertisement -

Ultimas Notícias