20.6 C
São Paulo
quinta-feira, fevereiro 25, 2021

Posse de Biden: Comunicado do Episcopado gera polêmica

Biden proclama ideias radicais que favorecem o aborto, eutanásia e a ideologia de gênero, princípios contrários à moral Católica, afirma comunicado dos Bispos Norte Americanos. 

Biden proclama ideias radicais que favorecem o aborto, eutanásia e a ideologia de gênero, princípios contrários à moral Católica, afirma comunicado dos Bispos Norte Americanos.

Redação (21/01/2021, 13:20, Gaudium Press) O novo presidente dos Estados Unidos Joe Biden, que acaba de tomar posse nesta quarta-feira, 20/01, costuma apresentar-se como sendo católico.

Na verdade, Biden proclama ideias e atitudes radicais que favorecem o aborto e a ideologia de gênero que, como se sabe, são princípios contrários à moral ensinada e defendida pela Igreja Católica.

Comunicado da Conferência Episcopal Norte Americana para posse do novo presidente gera polêmica

Os bispos norte-americanos planejaram lançar antecipadamente um comunicado no qual expressavam seu desejo de colaborar com o novo governante na procura do bem comum, mas, também para apontar questões importantes defendidas pelo novo governante que lhes inquietam e preocupam. 
O comunicado saiu pela tarde, depois de uma história acidentada.

Cardeal censura críticas do Episcopado gerando polêmica da qual fiéis participam

Bispos que defendem atitudes mais brandas com relação às ideias do novo governante, logo pela manhã, começaram a publicar seus protestos a propósito do comunicado da Conferência Episcopal que se tornaria público à tarde.

Digno de ser destacado foi o caso incomum de reclamações de fiéis enviadas ao Twitter  do cardeal de Chicago, Blase Cupich. Em seu próprio site ele havia decidido publicar outra mensagem diferente da publicada Conferência dos Bispos.

O comunicado do Cardeal, além de trazer censuras brandas, quase não criticava as ideias sobre o aborto, eutanásia, ideologia de gênero e outros pontos de moral defendidos por Biden.

De acordo com informações da Agência Católica de Notícias, o cardeal Cupich publicou quatro tweets protestando pelo fato de que, segundo ele, “a Conferência dos Bispos Católicos divulgou uma declaração mal concebida para o dia da posse do presidente Biden. […]

Segundo Cupich, a declaração que critica o presidente Biden, pegou de surpresa muitos bispos que a receberam horas antes de seu lançamento. O cardeal arcebispo de Chicago afirma também que o comunicado foi realizado sem a participação do Comitê Administrativo”.

Cardeais e Bispos contrários às críticas a Biden tentaram evitar publicação do comunicado

A agência CNA fez uma consulta junto aos bispos que informaram que a nota crítica deveria sair às 9 da manhã, mas que foi adiada para a tarde na espera da realização da cerimônia de juramento de Biden e da publicação da mensagem de felicitações do Papa Francisco ao presidente que tomava posse.

Ainda outras fontes, como o “The Pillar”, apontam que o cardeal Joseph Tobin,  arcebispo de Newark, também estava entre aqueles que tentaram evitar a publicação do comunicado dos bispos que ele jugava ser muito crítica.

Biden proclama ideias radicais que favorecem o aborto, eutanásia e a ideologia de gênero, princípios contrários à moral Católica, afirma comunicado dos Bispos Norte Americanos.

Nota do episcopado promete colaboração pelo bem comum e critica políticas de Biden que promoveriam males morais e cerceariam a liberdade da Igreja

A mensagem do episcopado norte americano foi assinada por Dom José Gómez, arcebispo de Los Angeles e presidente da Conferência Episcopal Norte Americana, promete a colaboração da Igreja em muitos assuntos concernentes ao bem comum, mas acrescenta que “ nosso novo presidente se comprometeu a seguir certas políticas que promoveriam males morais e ameaçaria a vida humana e a dignidade, mais seriamente nas áreas de aborto, contracepção, casamento e gênero”. 

“A liberdade da Igreja e a liberdade dos crentes de viver de acordo com suas consciências é uma questão de profunda preocupação”, diz o comunicado episcopal.

Aborto, eutanásia, ideologia de gênero geram críticas do episcopado a Biden

O tema mais mencionado na mensagem dos bispos ao novo presidente é o aborto, que aparece 7 vezes. A eutanásia ou ideologia de gênero é mencionada apenas uma vez.

Sobre o aborto, o Arcebispo Gómez assinala que “não é apenas um assunto privado”, mas “é também uma questão de justiça social. Não podemos ignorar a realidade de que as taxas de aborto são muito maiores entre os pobres e as minorias”.  (JSG)

The post Posse de Biden: Comunicado do Episcopado gera polêmica appeared first on Gaudium Press.

- Advertisement -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

9 + 10 =

- Advertisement -

Ultimas Notícias