Revestida de roxo e com cinzas sobre a cabeça, a Santa Igreja entra hoje no tempo da Quaresma, qual grande povo de Deus que, sob a guia do novo Moisés, adentra o deserto da penitência rumo às promessas da Páscoa, amparada no caminho por uma coluna de anjos, consolada pelas orações do céu e alimentada diariamente com o maná celeste que chove sobre os nossos altares. Se a Quaresma é um tempo mais sóbrio, pelo clima de penitência e conversão, nem por isso é menos alegre, porque não jejuaremos a sós nem bateremos sozinhos no peito: estamos todos juntos, como membros de um só Corpo, irmãos por um só batismo e animados pela esperança da mesma gloriosa ressurreição. Assista à homilia do Padre Paulo Ricardo para esta quarta-feira, dia 6 de março, e aproveitemos este tempo de graça e penitência, para que as solenidades pascais nos encontrem bem dispostos.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here