Fonte: ACIdigital

PORTO ALEGRE, 23 Fev. 18 / 01:34 pm (ACI).- Um vídeo de uma Missa celebrada no marco da 41ª Romaria da Terra do Rio Grande do Sul, que aconteceu em Mampituba, Diocese de Osório (RS), tem circulado nas redes sociais com a denúncia de que duas mulheres “concelebraram” a Eucaristiacom bispos.

Nas imagens aparecem duas mulheres participando da celebração Eucarística em torno do altar, ao lado de bispos, usando túnicas e estolas. Segundo o site ‘Fratres in Unum’, que denunciou o caso, trata-se de duas pastoras protestantes presentes no evento.

O mesmo chama a atenção para o fato de que, “no vídeo, a partir do minuto 50’20’’, ouve-se a Consagração da Missa e se vê as duas mulheres paramentadas de túnica e estola, estendendo as mãos e tomando parte no ato ‘concelebrativo’”.

Nos comentários da mesma matéria, um dos internautas alerta para o fato de que no vídeo “uma das pastoras se aproxima e toma a Eucaristia (comunga), sob duas espécies”.

A presença das duas mulheres “concelebrando” a Missa também é observada em fotos publicadas na página de Facebook da Romaria da Terra do Rio Grande do Sul.

A Santa Missa foi presidida pelo Bispo da Diocese de Osório, Dom Jaime Pedro Kohl, e concelebrada por diversos Prelados do Rio Grande do Sul. Os bispos presentes eram: Dom Jacinto Bergmann (Arcebispo de Pelotas), Dom Carlos Romulo (Bispo de Monte Negro), Dom Alessandro Ruffinoni (Bispo de Caxias do Sul), Dom Adilson Busin (Bispo auxiliar de Porto Alegre), Dom Aparecido Donizeti de Souza (Bispo auxiliar de Porto Alegre), Dom José Mario Stroeher (Bispo emérito de Rio Grande).

Esta 41ª Romaria da Terra do Rio Grande do Sul teve como tema ‘Mulheres Terra, resistência, cuidado e diversidade’, e conforme indica em seu cartaz e a realização é da Diocese de Osório, do Regional Sul 3 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) em conjunto com a Comissão Pastoral da Terra.

A programação deste evento trazia ainda nomes controversos como o monge beneditino, Marcelo Barros, conhecido adepto da Teologia da Libertação, além da deputada do Partido dos Trabalhadores (PT) Maria do Rosário, promotora do feminismo e da liberação do aborto. Também estavam inseridas no programa Izanete Colla, do Movimento de Mulheres Camponesas (MMC), e Cibele Kuss, pastora e secretária executiva da Fundação Luterana de Diaconia.

Em uma nota publicada na página do Facebook da Romaria da Terra do Rio Grande do Sul, destaca-se “a presença forte e significativa de convidados na programação marcou a Romaria da Terra do Litoral Norte, como o monge beneditino, Marcelo Barros, que conduziu todas/os à mística da Terra”.

A nota ressalta ainda a presença de “Izanete Colla e Maria do Rosário, trazendo no corpo e no olhar as vozes de tantas mulheres que resistem e que lutam por direitos e espaço” e “a presença de padres e bispos, e também reverendas da Igreja Anglicana, juntos em um mesmo espírito de fraternidade”.

ACI Digital entrou em contato com a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e foi informada por sua assessoria de imprensa que a entidade não se pronunciou nem há previsão de um pronunciamento a respeito das denúncias sobre as mulheres que “concelebraram” a Missa em Mampituba junto a 7 bispos brasileiros.

Até o fechamento desta matéria, a redação da ACI também tentou, sem sucesso, entrar em contato diretamente com Dom Jaime Pedro Kohl, Bispo de Osório.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here