29.7 C
São Paulo
segunda-feira, janeiro 25, 2021

240 famílias católicas resistem e celebram o Natal na Síria


As famílias 240 famílias resistentes vivem na região de Idleb, dominada pelos terroristas muçulmanos do jihadi e estão proibidas de realizar qualquer manifestação religiosa.

As famílias 240 famílias resistentes vivem na região de Idleb, dominada pelos terroristas muçulmanos do jihadi e estão proibidas de realizar qualquer manifestação religiosa.

Idleb – Síria (22/12/2020, 17:00, Gaudium Press) Na Síria, 240 famílias cristãs resistem e celebram o Natal na região de Idleb que continua dominada pelos terroristas muçulmanos jihadistas que proíbem qualquer manifestação religiosa cristã.

Apesar dos constantes momentos de dor, existe alguma esperança nascida da Fé

Dois frades franciscanos Frei Hanna Jallouf e Frei Luai Bshrarat narram como a comunidade cristã local vive esse tempo de Natal e descrevem “sofrimentos”, “homicídios”, “raptos”, “roubo” e “nostalgia”.

Os sacerdotes afirmam que, apesar destes momentos de dor, ainda existe “alguma esperança nascida da fé”

Um comunicado distribuído pela organização AIS dá conta de que, ao contrário de praticamente todo o resto do país, esta “província está sob o total controlo da Hayet Tahrir Al-Sham, mais conhecida pelo nome Jabhet Al-Nussra, ou seja, os jihadistas islâmicos”.

A maioria da população é composta por idosos, todos com mais de 65 anos. Também existem famílias jovens que têm filhos e a educação deles é uma das principais preocupações para os dois frades franciscanos.

 “Temos 30 crianças e jovens, e ocupamo-nos da sua formação escolar, educativa e catequética, dado que a autoridade local não oferece um sistema escolar válido aos estudantes”, contam Frei Hanna e Frei Luai.

Católicos estão proibidas de realizar manifestações públicas de Fé

Na região os jihadistas proíbem qualquer expressão pública da fé, talvez sendo o mais importante para os cristãos, isto é apenas um dos sinais do sofrimento pelos quais –ao longo dos anos– passam estas cerca de 240 famílias. têm sofrido ao longo destes anos.

As famílias 240 famílias resistentes vivem na região de Idleb, dominada pelos terroristas muçulmanos do jihadi e estão proibidas de realizar qualquer manifestação religiosa.

As famílias sofrem por causa de sua Fé em Cristo, por causa do confisco de bens e por falsas acusações

Os frades franciscanos descrevem em sua mensagem como a vida quotidiana se transformou num autêntico “inferno” para os cristãos:

“As nossas famílias sofrem, devido à sua fé em Cristo, por causa da apreensão e confisco de suas heranças imobiliárias (terrenos, casas, etc.) por parte do Jabhet Al-Nussra; sofrem por causa das falsas acusações contra tantos dos nossos, de tal modo que muitos cristãos foram presos”.

A esperança de fazer uma pequena comemoração de Natal

Os dois frades contam que ainda antes do dia de Natal farão uma pequena festa de Natal para crianças e jovens quando “serão distribuídos alguns presentes”.

Ainda procurando descrever os fatos dentro da esperança cristã, a mensagem dos sacerdotes é encerrada com a antevisão da Vigília de Natal, que para aquele pequeno e destemido “povo de Deus” é “celebrada com fé, mas com tanta dor causada pela guerra feroz que dividiu as famílias, e todos imersas no forte desejo de novamente, poder rever os seus entes queridos”. (JSG)

The post 240 famílias católicas resistem e celebram o Natal na Síria appeared first on Gaudium Press.

- Advertisement -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

15 + treze =

- Advertisement -

Ultimas Notícias

mersin escort - casinomeritroyal.com - Goldenbahis -
Dumanbet