A “Fratelli Tutti” é a 299ª encíclica da história da Igreja

Must Read

Com o auxílio da tecnologia, figura de Cristo é reconstruída em 3D

Os trabalhos para a realização da imagem 3D de Cristo demoraram dois anos e tornaram ainda mais claro que...

“Liberdade religiosa tem sido mais limitada que outras liberdades”, afirmam Juristas Católicos

Portugal: Juristas Católicos consideram que no combate à pandemia de coronavírus a “liberdade religiosa tem sido injustificadamente mais limitada...

Padre Justino, fundador dos Vocacionistas será proclamado santo

Justino Russolillo morreu em 1955, sempre quis viver como um simples pároco, mas, fundou a Congregação dos Vocacionistas e...


O Papa Francisco assinou sua terceira Encíclica, a “Fratelli Tutti”, em uma cerimônia que aconteceu junto ao túmulo de São Francisco de Assis.

O Papa Francisco assinou sua terceira Encíclica, a “Fratelli Tutti”, em uma cerimónia que aconteceu junto ao túmulo de São Francisco de Assis.
Redação (05/10/2020, 13:20, Gaudium Press) A Encíclica “Fratelli Tutti” que o Papa Francisco assinou na cidade de Assis, junto ao túmulo de São Francisco é historicamente o 299º documento desse gênero publicado pela Igreja desde de seu início.

As encíclicas são tradicionalmente assinadas no Vaticano. A encíclica ‘Fratelli Tutti’, contudo, foi assinada junto ao túmulo de São Francisco de Assis, após a celebração da Missa a que o Papa presidiu, e na qual não pronunciou nenhuma homilia. Esta foi a quarta visita do Papa a Assis.

A viagem do Papa Francisco a Assis foi a primeira depois do confinamento provocado pela pandemia do coronavírus, há sete meses, e decorreu de forma privada, devido à situação sanitária.

“Encíclica”: historicamente é uma carta circular que o Papa enviava às Igrejas em comunhão com Roma, desde o início

A palavra ‘encíclica’ vem do grego e significa ‘circular’. Trata-se de uma carta que o Papa enviava às Igrejas em comunhão com Roma, já desde o seu início histórico.

A abrangência de uma Encíclica sempre foi universal e nela o Papa empenha a sua autoridade como Pontífice e primeiro responsável pela Igreja Católica.

“Fratelli Tutti”: a terceira Encíclica do Papa Francisco

“Fratelli Tutti”, –que pode ser traduzida livremente como “A todos os irmãos”– remete para os escritos de São Francisco de Assis, o Santo medieval que inspirou o cardeal Bergóglio a escolher o nome Francisco com o qual subiu ao sólio pontifício.

As duas anteriores encíclicas do atual pontificado foram a ‘Lumen Fidei’, (a luz da Fé), escrita em 2013 onde Francisco recolhe reflexões de Bento XVI a propósito da Fé; e a ‘Laudato Si’, escrita em 2015, e que trata da ecologia integral.

O mais imediato antecessor do Papa Francisco, Bento XVI, publicou três encíclicas durante seu pontificado exercido de 2005 a 2013; João Paulo II, segundo mais próximo antecessor de Francisco, escreveu 14 encíclicas entre os anos 1979 e 2003.

O Papa Francisco assinou sua terceira Encíclica, a “Fratelli Tutti”, em uma cerimónia que aconteceu junto ao túmulo de São Francisco de Assis.

Leão XIII, o Papa que escreveu 86 Encíclicas

A História dos Papas registra que o Pontífice mais fecundo quanto ao número deste tipo de cartas foi Leão XIII: ele escreveu 86 encíclicas – embora muitos desses textos fossem, nos nossos dias, classificados como Cartas Apostólicas ou Mensagens.

O título de uma encíclica é o início de seu texto, na sua versão oficial, habitualmente em latim, o que não acontece com a ‘Fratelli Tutti’.

A nova encíclica é dedicada à “fraternidade” e à “amizade social”, como anunciou o Vatican News, e o título original em italiano vai permanecer sem tradução em todos os idiomas em que o documento for distribuído.

A quem são dirigidas as Encíclicas

A encíclica foi sempre uma correspondência eclesiástica. Na Igreja os bispos enviavam frequentemente cartas a outros bispos, para assegurar a unidade entre a doutrina e a vida eclesial.

Foi o Papa Bento XIV (1740-1758) que reavivou este costume, enviando “cartas circulares” a outros bispos, abordando temas de doutrina, moral ou disciplina que afetavam toda a Igreja. Foi com Gregório XVI (1831-1846) que o termo “encíclica” tornou-se de uso geral.

Quando tratam de questões sociais, econômicas ou políticas, as encíclicas são dirigidas, não só aos católicos, mas também a todos os ‘homens e mulheres de boa vontade’, uma prática que foi iniciada pelo Papa João XXIII com a sua encíclica ‘Pacem in terris’ (1963). (JSG)

(Da Redação Gaudium Press, com informações Ecclesia-FotoVatican News e The American Catholic)

The post A “Fratelli Tutti” é a 299ª encíclica da história da Igreja appeared first on Gaudium Press.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

treze − dois =

Latest News

Com o auxílio da tecnologia, figura de Cristo é reconstruída em 3D

Os trabalhos para a realização da imagem 3D de Cristo demoraram dois anos e tornaram ainda mais claro que...

“Liberdade religiosa tem sido mais limitada que outras liberdades”, afirmam Juristas Católicos

Portugal: Juristas Católicos consideram que no combate à pandemia de coronavírus a “liberdade religiosa tem sido injustificadamente mais limitada do que as outras liberdades”. Lisboa...

Padre Justino, fundador dos Vocacionistas será proclamado santo

Justino Russolillo morreu em 1955, sempre quis viver como um simples pároco, mas, fundou a Congregação dos Vocacionistas e dois institutos femininos.   Cidade do Vaticano...

Vaticano inaugura decoração natalina em 11 de dezembro

O presépio e a árvore de Natal permanecerão na Praça de São Pedro até a festa do Batismo do Senhor, que ocorrerá no dia...

A oração é o elo entre o nosso coração e Deus

Primeiro, é bom nos lembrarmos de que toda oração, quando a fazemos com o coração e com a mente abertos à vontade de Deus,...

More Articles Like This

Clique aqui para receber todas as noticias!
Dismiss
Allow