InícioNotícias da IgrejaAudiência Geral do Papa: “Sem justiça não há paz”

Audiência Geral do Papa: “Sem justiça não há paz”

Published on

Diante de inúmeros fiéis reunidos na Praça de São Pedro, no Vaticano, o Santo Padre tratou sobre a Virtude da Justiça.

Audiencia Geral do Papa Sem justica nao ha paz 1

Foto: Vatican Media.

Cidade do Vaticano (03/04/2024 16:43, Gaudium Press) Durante a Audiência Geral desta quarta-feira, 3 de abril, o Papa Francisco prosseguiu com o ciclo de catequeses sobre vícios e virtudes, abordando a segunda virtude cardeal: a justiça, “a virtude do direito, que busca regular as relações entre as pessoas com equidade”.

Segundo o Santo Padre, esta virtude é representada pela balança, pois ela visa “igualar as contas entre os homens, principalmente quando correm o risco de serem distorcidos por algum desequilíbrio. O seu objetivo é que numa sociedade todos sejam tratados de acordo com a sua dignidade”.

Audiencia Geral do Papa Sem justica nao ha paz 2

Foto: Vatican Media.

Sem justiça não há paz

“Todos entendemos como a justiça é fundamental para a convivência pacífica na sociedade: um mundo sem leis que respeitem os direitos seria um mundo em que é impossível viver, seria semelhante a uma selva. Sem justiça não há paz. De fato, se a justiça não for respeitada, geram-se conflitos. Sem justiça, a lei do abuso dos fortes sobre os fracos é estabelecida. E isso não é justo”, destacou.

Francisco recordou que a virtude da justiça “não diz respeito apenas às salas dos tribunais, mas também à ética que distingue a nossa vida quotidiana. Estabelece relações sinceras com os outros: realiza o preceito do Evangelho, segundo o qual o discurso cristão deve ser: ‘Sim, sim’, ‘Não, não’; o que for além disto vem do Maligno”.

Audiencia Geral do Papa Sem justica nao ha paz 3

Foto: Vatican Media.

Precisamos ser homens e mulheres justos

O Pontífice ressaltou ainda que “a virtude da justiça deixa claro – e coloca no coração a exigência – de que não pode haver um verdadeiro bem para mim se não houver também o bem de todos. O homem justo zela pelo seu comportamento para que não prejudique os outros: se comete um erro, pede desculpas. Em algumas situações, ele até sacrifica um bem pessoal para disponibilizá-lo à comunidade”.

“Os justos não são moralistas que assumem o papel do censor, mas pessoas íntegras que ‘têm fome e sede de justiça’, sonhadores que guardam no coração o desejo de uma fraternidade universal. Todos nós temos muita necessidade desse sonho, principalmente hoje. Precisamos ser homens e mulheres justos, e isso nos fará felizes”, concluiu. (EPC)

The post Audiência Geral do Papa: “Sem justiça não há paz” appeared first on Gaudium Press.

Últimas Notícias

Arquidiocese de São Paulo promove peregrinação ao Santuário Nacional de Aparecida

Esta é a 123ª edição do evento, que seguirá o lema “Maria, vem conosco...

6 em cada 10 católicos nos EUA são a favor do “direito ao aborto”

O centro de pesquisa Pew Research já havia identificado um grande número de católicos...

Prelado ortodoxo é apunhalado em igreja na Austrália

Um prelado da Igreja Ortodoxa Assíria foi esfaqueado nesta segunda-feira em Sydney, Austrália, enquanto...

3º Domingo da Páscoa: um convite ao verdadeiro amor

Amor, palavra que precisa ser devidamente compreendida, conforme nos propõe a Liturgia deste 3º...

Audio-Book

148. I. Meditações de Santo Afonso Maria de Ligório (AUDIOBOOK)

https://www.youtube.com/watch?v=8gGGSaTK2ic Meditações de Santo Afonso Maria de Ligório — Bispo e Doutor da Igreja Quarta Dor...

147. II. Meditações de Santo Afonso Maria de Ligório (AUDIOBOOK)

https://www.youtube.com/watch?v=63iCH0qZxGY Meditações de Santo Afonso Maria de Ligório — Bispo e Doutor da Igreja Jesus é...

146. I. Meditações de Santo Afonso Maria de Ligório (AUDIOBOOK)

https://www.youtube.com/watch?v=4b50saBVvfY Meditações de Santo Afonso Maria de Ligório — Bispo e Doutor da Igreja Jesus é...