5.7 C
São Paulo
sexta-feira, julho 30, 2021

Cardeal espanhol promove dia de orações e jejum pela rejeição da Lei da Eutanásia

Um dia oração e jejum para que “no último minuto, esta lei cruel e desumana possa ser suspensa ou não aprovada ” e seus promotores “não se coloquem contra a Lei de Deus e fora de sua fé. ”

Um dia oração e jejum para que “no último minuto, esta lei cruel e desumana possa ser suspensa ou não aprovada " e seus promotores “não se coloquem contra a Lei de Deus e fora de sua fé. ”

Redação (12-12-2020, 11:15, Gaudium Press) O Cardeal Arcebispo de Valência, Antonio Cañizares, se junta ao manifesto da Conferência Episcopal contra a Lei da Eutanásia, a ser debatida em 17 de dezembro no Congresso, e exige que os deputados sejam “responsáveis”:  
“Mais uma vez, dizemos não a esta lei perversa e iníqua, não à eutanásia e sim aos cuidados paliativos”, afirma o Cardeal.

Cardeal se declara contra a Lei da Eutanásia que será debatida no Congresso Espanhol

Numa carta, dirigida aos fiéis espanhóis, o Cardeal de Valência junta-se ao manifesto da Conferência Episcopal Espanhola contra a Lei da Eutanásia que deverá ser debatida no próximo dia 17 de dezembro, no Congresso.

O Purpurado exige que os deputados sejam “responsáveis”:  “Mais uma vez, dizemos não a esta lei perversa e iníqua, não à eutanásia e sim aos cuidados paliativos, expressão da compaixão e da caridade que devemos à pessoa humana e às famílias antes desta fase final da vida”.

16 de dezembro dia de vigília, oração e jejum pedindo que essa “lei cruel e desumana seja suspensa e não aprovada”  

O Cardeal pede em sua carta que a mensagem da Conferência Episcopal seja lida neste domingo, 13 de dezembro, “em todas as igrejas, em todas as missas”, no final da comunhão.

Com sua atitude, Dom Antônio Cañizares apoia o pedido dos Bispos espanhóis de que o dia 16 de dezembro seja um dia de oração e jejum e acrescenta a recomendação de que na véspera da votação todas as igrejas promovam vigílias pedindo que “no último minuto, esta lei cruel e desumana possa ser suspensa ou não aprovada “.

Esperança no Senhor e na Bem-aventurada Virgem Maria de que o mal seja derrotado

Na carta o Cardeal afirma que este é “um momento muito doloroso, mas para nós, fiéis católicos”, “temos a nossa esperança no Senhor e na Bem-aventurada Virgem Maria, Imaculada, Padroeira da Espanha, na qual o mal foi definitivamente derrotado”.

“A Lei de Deus e o ensinamento da Igreja são muito claros: Com o Senhor da Vida e a Mãe da vida, mãe de todos, singularmente os mais vulneráveis, somos a favor da vida e sempre a defenderemos e protegeremos”, destaca o Purpurado.

Os que votam a favor da lei da eutanásia se colocam contra a Lei de Deus e a lei humana, e estão fora do ensino da Igreja e de sua Fé

Antes de encerrar sua carta, o Cardeal de Valência foi afirmativo:  “Saibam todos, recordo-vos, que os deputados, cooperadores necessários, que votam a favor da lei da eutanásia se colocam contra a Lei de Deus que está acima de toda a lei humana, e fora do ensino da Igreja e de sua fé. ”  (JSG)

The post Cardeal espanhol promove dia de orações e jejum pela rejeição da Lei da Eutanásia appeared first on Gaudium Press.

- Advertisement -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisement -

Ultimas Notícias