Início Notícias da Igreja Dois sacerdotes jesuítas assassinados no México

Dois sacerdotes jesuítas assassinados no México

0
1

Ontem dois sacerdotes jesuítas foram mortos dentro de uma igreja em uma área montanhosa no norte do México.

Foto: Companhia de Jesus

Foto: Companhia de Jesus

Redação (21/06/2022 16:07, Gaudium Press) Os sacerdotes Javier Campos Morales e Joaquín César Mora Salazar foram mortos em 20 de junho, dentro de uma igreja em Cerocahui, Chihuahua.

Em conferência de imprensa, o presidente Andrés Manuel López Obrador informou que os jesuítas assassinados foram defender um homem que acabara de entrar na igreja em busca de refúgio, e os indivíduos armados mataram os três.

Em um comunicado, a Província Mexicana da Companhia de Jesus condenou os atos violentos e exige justiça e a recuperação dos corpos, já que foram retirados da Igreja por pessoas armadas.

“Também exigimos que todas as medidas de proteção sejam tomadas imediatamente para salvaguardar a vida de nossos irmãos, irmãs, leigos jesuítas e toda a comunidade Cerocahui”. Com efeito, Cerocahui fica perto de uma importante região produtora de drogas.

“Demandamos que de forma inmediata se adopten todas las medidas de protección para salvaguardar la vida de nuestros hermanos jesuitas, religiosas, laicos y de toda la comunidad de Cerocahui”, puntualizó la comunidad jesuita.

 Con profundo dolor, denunciamos el homicidio de nuestros hermanos Javier Campos Morales,SJ, y Joaquín César Mora Salazar,SJ,ocurrido ayer en el templo de Cerocahui, #Chihuahua.

Condenamos estos hechos violentos, exigimos justicia.

 https://t.co/UGGXCsatPI#JesuitasMéxico pic.twitter.com/wr4ULX3HXV

— Jesuitas México (@Jesuitas_Mexico) June 21, 2022

“Todos os dias homens e mulheres são arbitrariamente privados de vida, como nossos irmãos foram assassinados hoje. Não nos calaremos diante da realidade que dilacera toda a sociedade”, alertou a comunidade jesuíta e informou que continuará presente e trabalhando pela missão de justiça, reconciliação e paz, por meio das ações pastorais, educativas e obras sociais que realizam.

“Ao denunciar o que aconteceu, também notamos a dor que nosso povo está experimentando pela violência e nos solidarizamos com tantas pessoas que sofrem da mesma situação, sem que seu sofrimento desperte empatia e atenção do público”.

“Confiamos que os testemunhos de vida cristã de nossos queridos Javier e Joaquín continuem a inspirar homens e mulheres a se entregarem ao serviço dos mais vulneráveis”, continua o comunicado.

O superior geral da Companhia de Jesus, Arturo Sosa, SJ, também expressou pesar ao saber do assassinato dos jesuítas.

“Estou chocado e triste com esta notícia”, disse ele. “Meus pensamentos e orações estão com os jesuítas no México e as famílias deles. Temos que acabar com a violência em nosso mundo e tanto sofrimento desnecessário.”

The post Dois sacerdotes jesuítas assassinados no México appeared first on Gaudium Press.