16 C
São Paulo
quarta-feira, agosto 4, 2021

Em Burkina Faso cresce número de vocações e falta infraestrutura para seminaristas

Os Bispos se alegraram com o crescente número de vocações, porém, conheceram outra realidade: faltam infraestruturas adequadas para alojamento e formação dos seminaristas.

 

Os Bispos se alegraram com o crescente número vocações, porém conheceram outra realidade: faltam infraestruturas adequadas para alojamento e formação.

Redação (27/01/2021, 16:40,  Gaudium Press) Na última Assembleia Plenária da Conferência Episcopal do Burkina-Níger, que transcorreu de 11 a 15 de janeiro, em Ouagadougo, foram apresentados os relatos de estudos realizados a propósito das vocações sacerdotais.

O estudo indicou o surgimento de um crescente número de vocações sacerdotais e de seminaristas em todo o país.

O Episcopado analisa nas Assembleias de janeiro a formação dos seminaristas e dos futuros sacerdotes

Como é de costume, o episcopado dedica a sessão da Assembleia realizada em janeiro à formação dos futuros sacerdotes e aos seminários.
Neste ano de 2021 tratou-se especialmente do Seminário Maior de São Pedro e São Paulo, de Kossoghin.

Também participaram da Assembleia os reitores dos Seminários de São Pedro Claver, de Koumi, de São João Batista de Wayalgè e de Santo Irineu de Toesê.

Os Seminários apresentam aos Bispos relatórios referentes a atividades e situação do ano anterior

Os relatórios descrevem a existência de questões e problemas comuns a todos eles.
Além disso, nessa Assembleia, foram fornecidos dados que apontam um crescimento do número de vocações sacerdotais e religiosas. E isto é auspicioso.

Neste ano, os relatórios destacaram que faltam infraestruturas adequadas para acolher novas vocações tanto para a questão da habitação e alojamento como para a formação dos seminaristas.

Os relatórios referentes a 2020 destacaram que existe a necessidade de prédios residenciais para abrigar os Seminários de Toesê, em Koupela, e de São Pedro e Paulo, em Ouagadougou, onde, entre outras coisas, será necessária a construção de uma nova capela, uma vez que a que atualmente existe tornou-se demasiadamente pequena para a florescente comunidade de futuros sacerdotes.

O Bispo de Nouna, Dom Joseph Sama, apresentou o relatório da sua visita ao Seminário de Toesê, que ele realizou entre os dias 15 e 18 de dezembro de 2020. O prelado relatou que, apesar da falta de infraestruturas e eletricidade, e do número insuficiente de professores, a vida no seminário está indo bem graças à boa organização da casa, que incentiva os jovens a assumir responsabilidades e autodisciplina.

Bispos foram recebidos pelo presidente recém-eleito

Uma delegação de quatro bispos foi recebida pelo presidente da República, Roch Marc Christian Kaboré, reeleito para um segundo mandato de cinco anos em 22 de novembro.

Os prelados asseguraram ao Chefe de Estado suas orações para que os projetos de reconciliação e coesão social tenham um desfecho feliz para garantir ao país a unidade necessária para enfrentar os grandes desafios do desenvolvimento penalizados, em particular, pela insegurança e a pandemia de Covid-19.

(Com informações Vatican News – Foto CisaNewsAfrica)

The post Em Burkina Faso cresce número de vocações e falta infraestrutura para seminaristas appeared first on Gaudium Press.

- Advertisement -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisement -

Ultimas Notícias