No Evangelho de hoje, Maria é proclamada por sua prima Santa Isabel “bem-aventurada, porque acreditou”. Mas esse “acreditou” que faz dela a mais bendita entre as mulheres não é uma ação passada e concluída nem a reiteração em série de vários atos imperfeitos: a fé de Maria é uma fé pura e, por assim dizer, “ilimitada”; é uma fé que, tendo aderido de uma vez para sempre à verdade revelada, já não se acaba nem diminui, senão que permanece, como fonte perpétua de alegria e comunhão com Cristo. Assista à homilia do Padre Paulo Ricardo para esta sexta-feira, 31 de maio, e celebremos com alegria e especial devoção à Virgem bendita a Festa da Visitação de Nossa Senhora.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here