Hoje é celebrado Santo Agostinho, Doutor da Igreja

Must Read

Com o auxílio da tecnologia, figura de Cristo é reconstruída em 3D

Os trabalhos para a realização da imagem 3D de Cristo demoraram dois anos e tornaram ainda mais claro que...

“Liberdade religiosa tem sido mais limitada que outras liberdades”, afirmam Juristas Católicos

Portugal: Juristas Católicos consideram que no combate à pandemia de coronavírus a “liberdade religiosa tem sido injustificadamente mais limitada...

Padre Justino, fundador dos Vocacionistas será proclamado santo

Justino Russolillo morreu em 1955, sempre quis viver como um simples pároco, mas, fundou a Congregação dos Vocacionistas e...



A Igreja celebra neste dia 28 de agosto Santo Agostinho, Doutor da Igreja e “padroeiro dos que procuram Deus”, o qual em suas “Confissões” disse a Deus sua famosa frase: “Tarde te amei, ó Beleza sempre antiga, sempre nova. Tarde te amei”.

Santo Agostinho nasceu em 13 de novembro de 354, em Tagaste, ao norte da África. Foi filho de Patrício e Santa Mônica, que ofereceu orações pela conversão de seu marido e de seu filho.

Em sua juventude, entregou-se a uma vida dissoluta. Conviveu com uma mulher por aproximadamente 14 anos e tiveram um filho chamado Adeodato, que morreu ainda jovem.

Agostinho pertenceu à seita do maniqueísmo até que conheceu Santo Ambrósio, por quem ficou impactado e começou a ler a Bíblia.

No ano 387, foi batizado junto com seu filho. Sua mãe faleceu naquele mesmo ano. Mais tarde, em Hipona, foi ordenado sacerdote e em seguida Bispo, ficando a cargo dessa Diocese por 34 anos. Combateu as heresias de seu tempo e escreveu muitos livros, sendo o mais famoso sua autobiografia intitulada “Confissões”.

Em 28 de agosto de 430, adoeceu e faleceu. Seu corpo foi enterrado em Hipona, mas logo foi transladado a Pavia, Itália. É um dos 33 Doutores da Igreja, recordado como o Doctor Gratiae (Doutor da Graça).

Para o Papa Emérito Bento XVI, Santo Agostinho foi um “bom companheiro de viagem” em sua vida e ministério. Em janeiro de 2008, referiu-se a ele como “homem de paixão e de fé, de alta inteligência e de incansável solicitude pastoral… deixou um rastro profundo na vida cultural do Ocidente e de todo o mundo”.

Em agosto de 2013, o Papa Francisco, durante a Missa de abertura do Capítulo Geral da Ordem de Santo Agostinho, referiu-se ao santo como um homem que “comete erros, toma também caminhos equivocados, é um pecador; mas não perde a inquietação da busca espiritual. E deste modo descobre que Deus lhe esperava; mais ainda, que jamais tinha deixado de lhe buscar primeiro”.

Quem também fez grande difusão da vida e obra deste Doutor da Igreja foi São João Paulo II, que redigiu a Carta Apostólica “Augustinum Hipponensem”, em 1986, por ocasião do XVI Centenário da conversão de Santo Agostinho.

 

Fonte: ACI digital

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

12 − 11 =

Latest News

Com o auxílio da tecnologia, figura de Cristo é reconstruída em 3D

Os trabalhos para a realização da imagem 3D de Cristo demoraram dois anos e tornaram ainda mais claro que...

“Liberdade religiosa tem sido mais limitada que outras liberdades”, afirmam Juristas Católicos

Portugal: Juristas Católicos consideram que no combate à pandemia de coronavírus a “liberdade religiosa tem sido injustificadamente mais limitada do que as outras liberdades”. Lisboa...

Padre Justino, fundador dos Vocacionistas será proclamado santo

Justino Russolillo morreu em 1955, sempre quis viver como um simples pároco, mas, fundou a Congregação dos Vocacionistas e dois institutos femininos.   Cidade do Vaticano...

Vaticano inaugura decoração natalina em 11 de dezembro

O presépio e a árvore de Natal permanecerão na Praça de São Pedro até a festa do Batismo do Senhor, que ocorrerá no dia...

A oração é o elo entre o nosso coração e Deus

Primeiro, é bom nos lembrarmos de que toda oração, quando a fazemos com o coração e com a mente abertos à vontade de Deus,...

More Articles Like This

Clique aqui para receber todas as noticias!
Dismiss
Allow