Alguns autores piedosos e almas contemplativas são da opinião de que Maria Santíssima, que tanto sofreu durante a Paixão de seu Filho, foi uma das primeiras, senão a primeira testemunha a vê-lo ressuscitado. Essa aparição privilegiada — pensam eles — teria sido, ao mesmo tempo, uma retribuição justa e um dom especial concedidos àquela que consagrou a sua vida tão imaculada a servir e amar Nosso Senhor. Mas, apesar do silêncio do Evangelho, parece haver razões de peso para pensar que, na verdade, Maria Santíssima não apenas não viu Cristo ressuscitado como sequer teve necessidade de vê-lo. Quer entender por quê? Então assista à homilia do Padre Paulo Ricardo para este sábado, dia 27 de abril, e que a alegria pascal encha o seu coração como encheu o de Nossa Senhora: “Rainha do céu, alegrai-vos, aleluia!”

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here