18.2 C
São Paulo
quarta-feira, junho 15, 2022

Morre o Cardeal Angelo Sodano

O Cardeal Angelo Sodano, que foi secretário de Estado de João Paulo II e de Bento XVI, tinha 94 anos e morreu na noite passada (27) em Roma

Foto: Vatican News

Redação (28/05/2022 05:00, Gaudium Press) O Cardeal Angelo Sodano faleceu na noite de ontem (27), aos 94 anos de idade. No dia 9 de maio, o Cardeal Sodano foi internado por pneumonia após ser testado positivo ao Covid.

O Cardeal foi Secretário de Estado de dois Papas, João Paulo II e Bento XVI, dirigindo assim a diplomacia vaticana por 15 anos: de 1991 a 2006. Em 2005, ele tornou-se decano do Colégio Cardinalício, posto que ocupou até 2019.

Nascido na região italiano do Piemonte. Recebeu da família influencia da religião e dos negócios do Estado. Seu pai foi parlamentar italiano por três mandatos consecutivos.

Angelo Sodano iniciou seus estudos de filosofia e teologia em Asti, mas obteve seu duplo diploma em Roma: em teologia na Universidade pontifícia gregoriana e em direito canônico na Universidade pontifícia de Latrão.

Serviço à Santa Sé e em nunciaturas apostólicas

Sua ordenação sacerdotal aconteceu no dia 23 de setembro de 1950. Em 1959, ele foi chamado pelo Cardeal Angelo dell’Acqua para trabalhar a serviço da Santa Sé. Assistiu às aulas da Academia pontifícia eclesiástica, depois foi designado secretário nas nunciaturas apostólicas no Equador, no Uruguai e no Chile. Em 1968, Sodano retorna a Roma.

Foi nomeado Arcebispo de Nova di Cesare e núncio apostólico no Chile e ordenado em 15 de janeiro de 1978 pelo Cardeal Antonio Samorè. Sodano passou dez anos no Chile e visitou quase todas as dioceses do país.

Secretário de Estado de dois Papas

Em 1988, São João Paulo II designou o Cardeal Sodano para substituir o Cardeal Achille Silvestini, no extinto cargo de Secretário do Conselho dos Negócios Públicos da Igreja. Em, 1991, Cardeal Sodano torna-se Secretário de Estado da Santa Sé.

Esteve presente no conclave que elegeu Bento XVI, que o confirmou no cargo de Secretário de Estado. Em 2005, o Papa aprovou sua eleição como Cardeal decano. Alguns meses depois, o Cardeal Sodano renunciou ao cargo de Secretário de Estado e foi substituído pelo Cardeal Tarcísio Bertone. Em 2019, o Papa Francisco aceita sua renúncia do cargo de Cardeal decano.

Após a morte do Cardeal Angelo Sodano, o colégio cardinalício fica composto por 208 cardeais: 117 eleitores e 91 não eleitores para o próximo conclave. (FM)

Com informações de VaticanNews.

 

The post Morre o Cardeal Angelo Sodano appeared first on Gaudium Press.

- Advertisement -
- Advertisement -

Ultimas Notícias