Marroquino de 22 anos de idade, residente na cidade espanhola de Valladolid com visto de estudante e muçulmano devoto entrou gritando “Allahu Akhbar” em uma igreja durante uma celebração de casamento. Ele chegou ao altar, onde tentou atacar o sacerdote que oficiava a cerimônia e abater vários objetos litúrgicos, antes de ser levado em custódia pela polícia.