17.5 C
São Paulo
domingo, outubro 24, 2021

Papa nomeia ‘Delegado especial’ para Memores Domini

O Delegado é o Arcebispo de Taranto que assume com plenos poderes o governo da associação leiga a partir de amanhã.

Redação (24/09/2021 12:09, Gaudium Press) O Vatican News informa hoje que Francisco nomeou um “Delegado especial”, Dom Filippo Santoro, Arcebispo de Taranto, para os Memores Domini, o que implica uma “mudança na gestão da Associação”.

Quem são

Memores Domini é uma associação leiga fundada em Milão sob a orientação do Pe. Luigi Giussani, fundador do Movimento Comunhão e Libertação. Em 8 de dezembro de 1988, o Pontifício Conselho para os Leigos constituiu-os como associação internacional de fiéis.

    Integram os Memores Domini membros da Fraternidade de Comunhão e Libertação, que vivem no mundo, mas praticam os conselhos evangélicos da pobreza, da obediência e da castidade. A contemplação nas atividades do mundo faz parte da espiritualidade, entendida como uma memória “tendencialmente contínua de Cristo”, e a missão de levar o anúncio de Cristo aos homens.

Sendo leigos e realizando seu ministério no mundo, vivem em comunidade e formam casas masculinas e femininas, nas quais praticam o silêncio, a oração e se expandem na experiência dos conselhos evangélicos.

O Delegado assume funções a partir de amanhã

O comunicado da Santa Sé afirma que o “delegado especial, a partir de 25 de setembro de 2021, assumirá temporariamente, ad nutum da Sé Apostólica, com plenos poderes, o governo da Associação, a fim de salvaguardar o seu carisma e preservar o unidade de seus membros. Simultaneamente, expira o atual governo geral da Associação”.

O Vatican News também informa que o Pe. Gianfranco Ghirlanda, SJ foi nomeado assistente pontifício para os assuntos canônicos relacionados à mesma Associação.

A nota vaticana, em nenhuma das diversas línguas em que foi publicada, demonstra as razões por haver nomeado um Delegado especial, que é um representante direto do Papa, que neste caso assume diretamente o governo dos Memores.

Os antecedentes de nomeação de um Delegado Especial são comumente situações de crise, como por exemplo, a eleição em fevereiro de 2017 do então substituto do Secretário de Estado, Mons. Angelo Becciu, como Delegado Especial da Ordem de Malta, após a crise que culminou com a renúncia do então Grão-Mestre, Matthew Festing.

Alguns meios de comunicação já haviam divulgado a possível nomeação do delegado especial, e inclusive se aventuraram a falar das más relações entre Comunhão e Libertação e o Vaticano.

Os Memores Domini são conhecidos também porque alguns membros dessa associação atendem Bento XVI no mosteiro Mater Ecclesiae, no Vaticano.

The post Papa nomeia ‘Delegado especial’ para Memores Domini appeared first on Gaudium Press.

- Advertisement -
- Advertisement -

Ultimas Notícias