22 C
São Paulo
sexta-feira, outubro 22, 2021

Papa: o amor de Cristo não é seletivo, abraça a todos

Jesus, o Bom Pastor “que defende, conhece e ama as suas ovelhas”, “quer que todos possam receber o amor do Pai e encontrar Deus”, pois seu amor “não é seletivo, abraça a todos”. E a Igreja, “é chamada a levar em frente esta missão de Cristo”.

Bom Pastor “defende” suas ovelhas

No Regina Coeli deste Domingo do Bom Pastor, o Papa inspirou sua reflexão no Evangelho de João 10, 11-18, proposto pela liturgia do dia. Dirigindo-se aos fiéis reunidos na Praça São Pedro, em um belo domingo primaveril, Francisco começou explicando que a narrativa do Evangelho de João contrapõe o verdadeiro pastor – que é Jesus, que “defende, conhece e ama as ovelhas” – com o mercenário, que não se preocupa com elas, pois não lhes pertencem, e que as abandona ao ver a chegada do lobo. “Jesus nos defende sempre e nos salva em tantas situações difíceis, situações perigosas, mediante a luz de sua palavra e a força de sua presença, que nós experimentamos sempre, e se quisermos escutar, todos os dias.”

Bom Pastor “conhece” suas ovelhas

O Papa destaca então um segundo aspecto do Bom Pastor, isto é, além de defender, ele também “conhece suas ovelhas e as ovelhas o conhecem”:

Como é lindo e consolador saber que Jesus nos conhece um a um, que não somos anônimos para Ele, que nosso nome lhe é conhecido! Para ele não somos “massa”, “multidão”, não. Somos pessoas únicas, cada um com a própria história, nos conhece com a própria história, cada um com o próprio valor, quer enquanto criatura como redimido por Cristo. Cada um de nós pode dizer: Jesus me conhece! É verdade, é assim: Ele nos conhece como ninguém. Somente Ele sabe o que está em nosso coração, as intenções, os sentimentos mais escondidos. Jesus conhece as nossas virtudes e os nossos defeitos e está sempre pronto a cuidar de nós, a curar as feridas dos nossos erros com a abundância da sua misericórdia.

Amor de Cristo não é seletivo

Assim, em Jesus se realiza a imagem do pastor do povo de Deus delineada pelos profetas, pois Ele “se preocupa com suas ovelhas, reúne-as, enfaixa aquela ferida, cura os enfermos”, como lemos no livro do Profeta Ezequiel. Este Bom Pastor, portanto, “defende, conhece e, sobretudo, ama suas ovelhas. Por isso dá a vida por elas”:

O amor pelas suas ovelhas, isto é, por cada um de nós, leva-o a morrer na Cruz, porque esta é a vontade do Pai, que ninguém se perca. O amor de Cristo não é seletivo, abraça a todos. Ele mesmo nos recorda isso no Evangelho de hoje, quando diz: “Tenho ainda outras ovelhas que não são deste aprisco. Preciso conduzi-las também. Elas ouvirão a minha voz e haverá um só rebanho e um só pastor”.

Igreja chamada a levar em frente a missão de Cristo

Estas palavras de Jesus, explicou o Santo Padre, atestam seu desejo universal: “Ele é o pastor de todos. Jesus quer que todos possam receber o amor do Pai e encontrar Deus”:

E a Igreja é chamada a levar em frente esta missão de CristoAlém daqueles que frequentam nossas comunidades, há a maioria, tanta gente, que o fazem apenas em casos particulares ou nunca. Mas por isso não deixam de ser filhos de Deus. O Pai confia todos a Jesus Bom Pastor e por todos deu a vida.

“Irmãos e irmãs – disso o Papa ao concluir – Jesus defende, conhece e ama, nós, todos. Que Maria Santíssima nos ajude a acolher e sermos os primeiros a seguir o Bom Pastor, para cooperar com alegria na sua missão.”

Operários para trabalhar na messe

Depois de rezar o Regina Coeli, o Papa Francisco fez vários apelos, agradecendo pelos novos sacerdotes por ele ordenados na manhã deste domingo:

Hoje se celebra em toda a Igreja o Dia Mundial de Oração pelas Vocações, que tem como tema “São José: o Sonho da Vocação”. Agradeçamos ao Senhor porque continua a suscitar na Igreja pessoas que por amor a Ele se consagram ao anúncio do Evangelho e ao serviço dos irmãos. E hoje, em particular, agradeçamos pelos novos sacerdotes que ordenei há pouco na Basílica de São Pedro … Não sei se eles estão aqui … E peçamos ao Senhor que envie bons operários para trabalhar em sua messe e multiplicar as vocações à vida consagrada.

Fonte: VaticanNews
- Advertisement -
- Advertisement -

Ultimas Notícias