InícioNotícias da IgrejaParis: em nome da laicidade, empresa de transporte público proíbe expressão “Feliz...

Paris: em nome da laicidade, empresa de transporte público proíbe expressão “Feliz Natal”

Published on

Em nome da laicidade, a empresa de transporte público de Paris, proibiu que seus funcionários utilizassem a expressão Feliz Natal 

A empresa ferroviária garantirá a manutenção das capelas e incentivará a livre participação dos funcionários nas celebrações e eventos religiosos.

Redação (11/01/2023, 08:00, Gaudium Press) A empresa responsável pelo transporte público de Paris, a RATP (Régie Autonome des Transports Parisiens), proibiu seus funcionários de usarem a expressão “Feliz Natal”.

Conforme noticiado pelo Le Figaro e pela Europe 1, a empresa emitiu um comunicado em 15 de novembro de 2023 destinado aos colaboradores responsáveis pelas animações natalinas da linha de trem RER A. Algumas das animações propostas incluíam a apresentação de um coral, um Papai Noel e uma árvore de Natal, onde as pessoas podiam depositar seus pedidos, entre outras atividades.

De acordo com a nota, os agentes da RATP receberam a instrução de evitar a expressão “Feliz Natal” (Joyeux Noël), assim como qualquer referência ao presépio, ao Menino Jesus e ao calendário do Advento. Em vez disso, a empresa propôs alternativas de palavras autorizadas, sugerindo que “Feliz Natal” fosse substituído por “Felizes festas de fim de ano”. Expressões como Papai Noel (Père Noël), Árvore de Natal (Arbre de Noël) e duendes de Natal (lutins de Noël) foram preferidas.

Natal1

Cabe ressaltar que, curiosamente, o “Feliz Natal” foi proibido devido à palavra “Natal”, mas o Papai Noel e a árvore de Natal também fazem menção ao Natal.

A instrução foi assinada pela diretora da RATP responsável pela linha A. O grupo justificou a decisão evocando o princípio de laicidade: como empresa pública, a RATP deve aplicar os princípios de neutralidade religiosa e não discriminação, evitando o uso de termos e símbolos religiosos.

Um sindicalista, em entrevista ao jornal Europe 1, criticou a ação da empresa e explicou que é importante não confundir a laicidade com a tradição do país. Ele citou como exemplo que, em breve, o ditado popular francês “chorar como uma Madalena” (pleurer comme une Madaleine) poderá ser proibido porque faz referência a Maria Madalena pois é um personagem bíblico. (FM)

The post Paris: em nome da laicidade, empresa de transporte público proíbe expressão “Feliz Natal” appeared first on Gaudium Press.

Últimas Notícias

Honrar só pai e mãe?

Muitos interpretam o quarto mandamento da Lei de Deus de forma limitada. Ora, as...

Giotto e Dante Alighieri

No fim da Idade Média, houve dois artistas nascidos em Florença, Itália, que marcaram...

Conceito de ‘família’ poderá ser alterado com a atualização do Código Civil

Segundo diversas entidades juristas católicos, caso as mudanças propostas sejam aprovadas, haverá um impacto...

No próximo domingo, a Igreja celebra o 61º Dia Mundial das Vocações

A Igreja Católica Universal celebrará o 61º Dia Mundial de Oração pelas Vocações, cujo...

Audio-Book

148. I. Meditações de Santo Afonso Maria de Ligório (AUDIOBOOK)

https://www.youtube.com/watch?v=8gGGSaTK2ic Meditações de Santo Afonso Maria de Ligório — Bispo e Doutor da Igreja Quarta Dor...

147. II. Meditações de Santo Afonso Maria de Ligório (AUDIOBOOK)

https://www.youtube.com/watch?v=63iCH0qZxGY Meditações de Santo Afonso Maria de Ligório — Bispo e Doutor da Igreja Jesus é...

146. I. Meditações de Santo Afonso Maria de Ligório (AUDIOBOOK)

https://www.youtube.com/watch?v=4b50saBVvfY Meditações de Santo Afonso Maria de Ligório — Bispo e Doutor da Igreja Jesus é...