1400 crianças abusadas sexualmente por muçulmanos, a notícia que mídia tenta esconder

Must Read

1º Domingo do Advento

(roxo, creio, prefácio do Advento I – 1ª semana do saltério) A vós, meu Deus, elevo a minha alma. Confio...

São Francisco Antônio Fasani, modelo de Sacerdote

São Francisco Antônio Fasani, verdadeiro amigo do seu povo, foi para todos irmão e pai O santo de hoje nasceu...

Um feliz Ano Novo!

Somos convidados a uma séria preparação para o Natal de Nosso Senhor Jesus Cristo; e qual o melhor meio...



Em 2013, na pequena cidade inglesa de Rotherham veio a público o maior escândalo sexual do XXI, 1400 crianças inglesas com idades variando entre 9 a 13, foram sequestradas, estupradas, obrigadas a consumir drogas e vendidas por e para o consumo de muçulmanos. Os perpetradores dessa aberração inimaginável foram “refugiados” paquistaneses, seguindo os preceitos do islã, e o exemplo de seu profeta Maomé, que segundo o próprio Alcorão teve relações sexuais com sua esposa de 9 anos. Na cidade de cerca de 110 mil habitantes, apenas cerca de 8 mil paquistaneses dos quais a vasta maioria estava envolvida direta ou indiretamente com o gigantesco círculo de pedofilia. Foi graças a proteção da comunidade paquistanesa que o abuso persistiu por quase 20 anos, entre 1997 e 2013. Mas houve outros dois grandes e monstruosos culpados: a policia e mídia.

Talvez mais correto seria culpar o governo esquerdista, do que a polícia. Foi averiguado e admitido pelas próprias autoridades polícias, o abuso sexual era de amplo conhecimento das autoridades. Mas devido a pressão do governo Britânico, que se esforça para esconder as estatísticas que mostram que “refugiados” são dezenas de vezes mais propensos a cometer crimes do que os nativos ingleses, a existência dos traficantes sexuais muçulmanos foi escondida.

O terceiro e mais asqueroso culpado é a mídia. Os paquistaneses podem tentar se justificar apontando para o islamismo. A polícia pode se refugiar na máxima que estava apenas cumprindo ordens. Mas a mídia não possui absolutamente nenhuma desculpa para sua conduta virtualmente criminosa. Que tipo de criatura é capaz de após tomar conhecimento do estupro e tráfico de mais de 1400 crianças, decide enterrar a notícia, a noticiando com o mínimo de destaque ou mesmo simplesmente ignorando a existência dos fatos? Esses são monstros ainda piores que os estupradores.Como os responsáveis pela Rede Globo e outras das principais mídias do país que ao não darem o devido destaque para a notícia abrem as portas para a história se repetir. Com a sansão da nova lei de imigração, graças novamente a omissão da mídia, Quem sabe a próxima Rotherham será no Brasil.

 

Fonte: cesarweis.com

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta para Marco Antonio Nicolini Cancelar resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

três × 3 =

Latest News

1º Domingo do Advento

(roxo, creio, prefácio do Advento I – 1ª semana do saltério) A vós, meu Deus, elevo a minha alma. Confio...

São Francisco Antônio Fasani, modelo de Sacerdote

São Francisco Antônio Fasani, verdadeiro amigo do seu povo, foi para todos irmão e pai O santo de hoje nasceu em Lucera (Itália), a 6...

Um feliz Ano Novo!

Somos convidados a uma séria preparação para o Natal de Nosso Senhor Jesus Cristo; e qual o melhor meio de fazê-lo, senão pelo exemplo...

Por que o Advento?

Advento! O Natal se aproxima: É o maior acontecimento da História: o Verbo se fez carne e habitou entre nós Esperemos Jesus que vem...

Colégio de Cardeais tem 900 anos: veja sua história, números e curiosidades

O Consistório de hoje é o sétimo convocado por Francisco, eleva o número de presenças no Colégio Cardinalício para 229, 101 não-eleitores. Redação (28/11/2020, 11:50,...

More Articles Like This

mersin escort - casinomeritroyal.com - Goldenbahis -
Dumanbet