Na ausência de uma paróquia, os católicos da província eram obrigados a pedir casas emprestadas para poder realizar atividades religiosas.

Na ausência de uma paróquia, os católicos da província eram obrigados a pedir casas emprestadas para poder realizar atividades religiosas.

Redação (26/08/2020, 15:43 – Gaudium Press) Depois de uma longa espera que levou décadas, comunidades católicas localizadas no noroeste do Vietnã acabam de ser autorizadas pelo governo a ter uma paróquia legalmente constituída.

No último dia 21 as autoridades provinciais de Lai Chau, situada ao noroeste do Vietnã autorizaram oficialmente a Diocese de Hung Hoa a criar a Paróquia de Lai Chau, sediada no município de San Thang, na cidade de Lai Chau onde, até agora nenhuma religião era aceita pelo governo.
A autorização inclue possibilidade de se comprar imóveis e neles construir igrejas e outras edificações para uso da nova paróquia.

Com esta autorização, o governo permitiu que o Padre Joseph Nguyen Van Ninh pudesse oferecer seu múnus pastoral para os 2.791 católicos da comunidade.
A partir de agora esses católicos poderão se reunir para as celebrações litúrgicas, para Missas, para orações e para outras atividades religiosas, porém, desde que sejam obedecidas as leis e normas estabelecidas pelo governo da província.

Desde 2007, sacerdote pede autorização para realizar atividades religiosas e todas foram indeferidas

O Padre Peter Pham Thanh Binh, que é o responsável pelo decanato de Lao Cai Lai Chau, e que já esteve exercendo seu sacerdócio junto aos fiéis de 2006 a 2016, falando à agência UCA News, disse como os católicos das províncias locais esperam por esta boa notícia há muito tempo: desde que chegaram à província de Lai Chau, em 1966.

Padre Bihn contou que, durante os anos de seu serviço, pediu constantemente às autoridades permissão para realizar atividades de culto. Desde 2007, ele apresentou, pelo menos, cinco petições que não foram deferidas.
A província de Lai Chau abriga cerca de 20 comunidades católicas, incluindo os habitantes do povoado de Hmong, que, na ausência de uma paróquia e sem ter uma igreja, se viam obrigados a pedir emprestadas as casas das pessoas para poder realizar suas atividades religiosas.

Autoridades comunistas controlam as atividades dos sacerdotes visitantes

Ao longo dos anos, os sacerdotes visitantes, de fato, sempre tiveram que pedir permissão do governo e, antes de trabalhar com os católicos locais, eram obrigados a apresentar uma lista de visitantes e a se encontrar com as autoridades, que monitoravam cuidadosamente cada movimento deles.

“Estes sacerdotes visitantes –explicou o Padre Binh- em duas ou três horas tinham que ensinar o catecismo, as músicas a serem cantadas nos ofícios, celebrar as Missas, confessar, batizar, tratar de problemas relacionados ao matrimônio e à sociedade e dirigirem-se a outras comunidades” nos finais de semana.
Desde maio, Missas mensais, visitas e atividades foram suspensas

Com a propagação da pandemia do coronavírus – explicou o sacerdote da Paróquia de Sa Pa, cuja última visita pastoral às quatro comunidades do distrito de Than Uyen remonta a 31 de maio, durante o Pentecostes – tudo isto já não foi mais possível e foram obrigados a cancelar as Missas mensais e reuniões dominicais.

A nova paróquia trouxe esperança e alegria aos católicos locais

Agora, portanto, o sacerdote espera que a nova paróquia possa atender às crescentes necessidades religiosas das comunidades católicas locais.
Também os leigos expressaram sua alegria por este reconhecimento, esperado há meio século:
“Estamos felizes – disse Mary Nguyen Phuong Quy à UCA News – porque a partir de agora poderemos organizar publicamente nossas atividades, no passado consideradas ilegais”. (JSG)

The post Vietnã: autoridades aprovam criação da primeira paróquia na Diocese de Hung Hoa appeared first on Gaudium Press.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

4 × 4 =